Como se Preparar Antes de Visitar uma Família Muçulmana

Abaixo, você irá encontrar algumas dicas, das quais deve estar ciente, para fazercom que o seu anfitrião muçulmano

Ser um bom hóspede é algo aconselhável em todas as religiões. Mas quando se trata de ambientes muçulmanos, costumes e tradições religiosas devem ser levados em bastante consideração. Abaixo, você irá encontrar algumas dicas, das quais deve estar ciente, para fazercom que o seu anfitrião muçulmano fique satisfeito com sua presença, e com que a sua visitaseja livre de problemas.

 

1- Leve um presente

Muçulmanos são geralmente muito generosos. Por essa razão, é natural que também apreciem a generosidade. Um dos costumes do profeta (PECE) era trocar presentes com aqueles com quem vivia, e ele incentivava aos seus seguidores a fazerem exatamente o mesmo. Segundo ele, essa é uma ótima maneira de se preencher lacunas e de cultivar amizades mais profundas. Portanto, apesar de não ser obrigatório, é bem recomendado que, quando for visitar a casa de
uma família muçulmana, leve alguns presentes consigo.

O normal é levar algo que possa ser consumido durante o jantar. Mas como a família em questão é de muçulmanos, é necessário que esteja ciente da diferença entre “haram” e “halal”. Muçulmanos consomem apenas alimentos que são “halal”. Quando for visitá-los, jamais leve ou espere encontrar algo que contenha porco ou álcool, pois ambos, em sua religião, são considerados como “haram” (proibidos). Isso inclui também o queijo, o pão, a gelatina e o colágeno hidrolisado que foram feitos ou extraídos de animais considerados impuros para o consumo. Portanto, verifique bem os ingredientes, pois uma parte considerável de muçulmanos observa essas regras ao pé da letra. Caso esteja mesmo na dúvida, não leve nada de comer. Ou, se quiser, pode tentar encontrar um local em sua cidade que venda alimentos “halal”, que são feitos especialmente para muçulmanos.

Uma outra dica para quem prefere se precaver é a de evitar, mais uma vez, qualquer coisa
relacionada ao álcool e aos derivados da carne. Frutas e flores são alternativas geniais!

 

2- Fique atento ao período de estadia!

O Mensageiro de Allah (que a paz esteja com ele) disse:

Quem acredita no Dia Final, que honre o seu convidado e o conceda uma recompensa por
um dia e por uma noite. E não é permitido que ele fique de mais, ao ponto de causar
aborrecimento ao seu anfitrião. A hospitalidade é de três dias, e o que ele gastar com ele
depois destes é visto como caridade.” [Sunan Ibn Majah]

Portanto, quando visitar uma família muçulmana, fique atento ao relógio! Ninguém quer ser um hóspede incômodo.

 

3- Conheça os costumes da família e respeite a privacidade dela!

A diversidade de cultura é bem grande em famílias muçulmanas. Afinal de contas, muçulmanos estão presentes na maioria do planeta. Embora alguns sejam extremamente ocidentais, entretanto, a maioria retém um estilo de educação tradicional. Assim que entrar na casa de algum muçulmano, irá notar que eles freqüentemente tiram os sapatos enquanto estão ainda na porta, ou logo antes de pisar nos tapetes. Se isso acontecer, faça o mesmo. É tudo uma questão de higiene—algo extremamente importante no Islam, uma vez que muçulmanos oram em suas casas. Como o local de oração não deve ser impuro e as solas do sapato carregam impurezas, é preferível retirá-los. Além disso, caso peçam para que se sente em uma sala específica, tente ficar apenas nela. Não entre em nenhuma outra até que seja convidado.

Na hora da refeição, é comum para a maioria dos muçulmanos o mencionar o nome de Allah antes de começar. Além disso, a mão utilizada para comer deve ser a direita. Outro aspecto importante a ser mencionado é que se estiver compartilhando um prato ou recipiente com alguém, é aconselhado que pegue apenas aquilo que estiver do seu lado. Isso tudo é baseado, obviamente na tradição profética. Portanto, pode ser que desconsiderem erros caso não seja muçulmano. Se for, porém, estará se colocando em uma posição difícil se assim não o fizer.

 

4- Cuidado na hora de lidar com pessoas do sexo oposto!

No geral, é bastante comum haver segregação de gêneros em famílias muçulmanas. Isso significa que, enquanto homens se reúnem em uma das salas, mulheres se reúnem na outra. Vale ressaltar que mesmo nas casas onde as pessoas são menos religiosas há regras que devem ser seguidas. Uma delas, por exemplo, é a do contato físico. Entre pessoas do sexo oposto, este deve ser inexistente—mesmo aqueles que são considerados inocentes, como o aperto de mão. Flertar está fora de cogitação. Caso realmente haja necessidade que as pessoas se interajam de forma mista, o relacionamento existente entre elas deve ser mantido à base do necessário e de forma bem profissional.

Na hora de cumprimentar pessoas do mesmo sexo, abraços, beijos nas bochechas e apertos de mão são considerados formas de saudação aceitáveis. Já para o caso oposto, palavras são mais do que suficiente. O mais comum de se dizer é “Assalam Aleicum”, que significa “que a paz esteja contigo”. Se alguém lhe cumprimentar assim, responda dizendo “Wa Aleicum as Salam” (e contigo também).

Vale lembrar que, embora essas regras sejam importantíssimas para certas famílias, muitas lhe darão um desconto caso cometa deslizes leves. Mas se as seguir corretamente, estará demonstrando imenso respeito. Seu anfitrião ficará não só agradecido, como gostará de ti ainda mais.


REFERÊNCIAS:

*Things to Know When Visiting A Muslim Home
*Protocol for Visiting a Muslim Home
*Sunnah
*When you go visiting in a Muslim home

Mais recursos:

um breve guia ilustrado para compreender o islÃ
* A Verdadeira Religião de Deus
* ebooks gratuitos em português

Outras línguas:

EnglishFrançaisDeutschePortuguêsрусский

 

Share